logoApple-oldRenato Sabbatini

Diz uma lenda que o símbolo da Apple, a famosa maçã mordida, seria uma homenagem a Alan Turing, o gênio britânico da computação que se suicidou aos 41 anos, comendo uma maçã envenenada com cianureto.  No entanto, isso não é verdade. Os fundadores da Apple, Steve Wozniak e Steve Jobs (este, falecido em 2011, e que foi o idealizador do nome da empresa), assim como o designer do logotipo, negaram a intenção dessa homenagem, mas declararam que gostariam que fosse verdade. Mas quem foi Alan Turing, e qual é a verdadeira origem do nome Apple Computers?

Eu sempre fui fascinado pela triste história de Alan Turing, devido ao papel dele na II Guerra Mundial.  Li várias biografias, reais ou romanceadas, que mostram seu papel vital como matemático no episódio de Bletchley Park, o lugar onde ele trabalhou, e que foi responsável em boa parte pela vitória dos Aliados, graças à decodificação da máquina Enigma de transmissões criptografadas dos alemães.  Além disso, ele criou o primeiro tratamento teórico de uma máquina capaz de computar genericamente, que recebeu seu nome. e de ter proposto o primeiro teste de inteligência artificial. Também ajudou a criar o primeiro computador binário de execução sequencial, o Colossus, bem antes do mais famoso ENIAC, nos EUA.

Turing7.200x250E porque ele cometeu suicidio? Turing era declaradamente homossexual, e não se envergonhava disso. Ao se identificar como tal, depois de um episódio em que um dos seus amantes eventuais roubou sua residência, foi preso pela polícia e condenado por “comportamento indecente” (na época, pode parecer incrivel para os mais jovens, homossexualismo era crime, passível de prisão, no Reino Unido e na maioria dos países). Para não cumprir pena, sujeitou-se a um tratamento de castração química com injeções de estrogênio para acabar com sua libido, que o jogou em profunda depressão e que o teria levado ao suicídio  (história que também é polêmica, a mãe dele disse que ele estava na época fazendo alguns experimentos quimicos, e que a maçã estava na banca experimental e pode ter se contaminado).

Imaginem qual teria sido sua contribuição se se tivesse vivido mais!

Felizmente o primeiro ministro da Inglaterra emitiu em setembro de 2009 um pedido oficial de desculpas, e agora em dezembro foi assinada uma petição para que o governo o perdoe oficialmente da condenação.  Independentemente disso,  Turing foi extensamente homenageado. O Turing Award, que é o maior prêmio científico das ciências da computação, equivale ao Nobel da área. Existem muitas estátuas e placas em sua  honra, em Londres, Manchester e em muitas outras cidades e universidades. Em 2012 será o seu aniversário de 100 anos de nascimento, e o Alan Turing Year prevê um extenso calendário de atividades.

Agora, voltando à origem do nome da Apple.

Recentemente, Steve “Woz” Wozniak ontou como isso aconteceu, em uma entrevista em Stanford: ele e Jobs estavam viajando juntos, de carro, pela Highway 85, e o Jobs disse que tinha bolado um nome para a empresa. Ele perguntou qual era, e o Jobs respondeu: “Apple Computers”. E disse que tinha escolhido porque gostava do som do nome. Wozniak acha que ele tinha se lembrado do nome por associação, pois na época (1976), Jobs participava de uma comunidade hippie que ganhava algum dinheirinho colhendo maçãs em uma fazenda da Califórnia.  Jobs acrescentou ainda que o nome era bom pois ficaria antes de Atari (onde ambos haviam trabalhado), na lista telefônica.

Duvido que os dois moleques conhecessem a história do suicidio do Alan Turing. Além disso, teria sido uma homenagem bem grotesca, a alguém que se suicidou, perseguido, deprimido e fracassado, não acham? Não condiz com o alto astral do Jobs.

O motivo mais aceito, no entanto, é que Jobs achava que eles tinham tido uma idéia genial, mais ou menos como a que Newton teve sobre gravidade (a famosa, e talvez apócrifa, história da maçã que caiu em sua cabeça…). Tanto é que o primeiro logotipo da Apple Computer era uma imagem muito feia do Newton sentado debaixo da macieira.  Ele prova claramente a origem do nome.

O logo era muito dificil de reproduzir graficamente, então, em 1977 o Jobs pediu a um designer que fizesse o primeiro logotipo colorido da maçã. A mordida  significava a tentação do conhecimento (Adão mordeu a maçã dada por Eva) e também uma brincadeira com byte (mordida em inglês, e também significando 8 bits). E a maçã tinha as cores do arco-iris, algo muito muito hippie na época, induzido pelas ilustrações das capas de discos dos Beatles, como a do famoso álbum Magic Mistery Tour (cuja gravadora, coincidentemente, chamava-se Apple Records, e que acabou processando a Apple Computer por violação de direitos de marca). Só que as cores do arco íris estão com a ordem trocada! Woz acha também que Jobs queria homenagear os Beatles, dos quais era fã.

Assim, segundo o Museu da Apple, o novo logo simbolizava a mente de Jobs à época: “lust, knowledge, hope, and anarchy”.

Como vê, cheio de simbolismos!! A marca colorida durou 20 anos, até ser trocada pelo símbolo sólido e clean de hoje.

O precursor do primeiro tablete, um PDA da Apple, foi batizado de Newton. Assim, Jobs nunca se esquecera da motivação inicial.  E o primeiro computador com interface gráfica, o MacIntosh, foi batizado assim, pois MacIntosh é a marca das maçãs que o Jobs colhia, e que é considerada uma das melhores….  Dai derivou o nome mais simples e curto, usado até hoje, Mac.

A história toda está contada no site do Museu da Apple (aliás, um site interessantíssimo, visitem).

Para Saber Mais